Rosa dos Ventos participa do Seminário O Sujeito Histórico do Teatro de Grupo do Estado de São Paulo

Rosa dos Ventos participa do Seminário O Sujeito Histórico do Teatro de Grupo do Estado de São Paulo

Rosa dos Ventos participa Seminário O Sujeito Histórico do Teatro de Grupo do Estado de São Paulo

Evento online será transmitido no Youtube da Escola entre os dias 22 e 27 de agosto e recebe importantes nomes das artes do palco do interior e litoral paulista para debater e compartilhar experiências sobre os trabalhos e criações dos coletivos teatrais da região

A 1ª Edição do Seminário “O Sujeito Histórico do Teatro de Grupo do Estado de São Paulo” está acontecendo online, transmitido pelo Youtube da SP Escola de Teatro desde o dia 22 e segue até 27 de agosto, sempre das 15h às 17h, com acesso gratuito. O evento conta com interpretação simultânea em libras.

Duas mesas em especial conta com a participação de integrantes do Rosa dos Ventos, Tiago Munhoz participa no dia 25 de agosto com o tema: Os festivais de teatro e os intercâmbios de experiências e Fernando Ávila, no dia 26 tratará do tema: Redes, rizomas e afinidades estéticas.

Ao todo serão 6 encontros que  contarão com a participação de artistas e especialistas nos temas que serão abordados.

O fenômeno do teatro de grupo é um dos temas centrais de pesquisa da SP, que em 2021 celebrou seus 10 anos de existência com o lançamento do livro Teatro de Grupo na Cidade de São Paulo e na Grande São Paulo: Criações Coletivas, Sentidos e Manifestações em Processos de Lutas e de Travessias. Obra que traz um importante e pioneiro registro histórico com textos de 194 coletivos da Grande São Paulo, nos quais são apresentados seus repertórios, processos criativos, métodos de trabalho, principais parcerias e visões acerca da função do teatro. Tal projeto foi realizado numa parceria da Escola com a Secretaria Municipal de Cultura, e contou com a colaboração de historiadores, pesquisadores, críticos de teatro e artistas. Sua organização foi encabeçada por grandes nomes da cena teatral brasileira, muitos dos quais estarão presentes nas reuniões do Seminário, como Ivam Cabral, Alexandre Mate, Elen Londero, Joaquim Gama e Marcio Aquiles.

Programação intensa de 22 à 27 de agosto
Mesa dia 25 de agosto com Tiago Munhoz

Atualmente, não apenas a capital paulista, como também o interior e o litoral do Estado, possuem diversas companhias teatrais com um trabalho artístico significativo e expressivo que busca dialogar com seu entorno. Tendo isso em vista, se faz presente documentar os focos de produção cultural para que esses se fortaleçam, sejam estimulados e se inspirem uns nos outros. Tal discussão, que geralmente mantém um destaque maior nas regiões centrais, é enriquecida pelos estudos e pesquisas realizados sobre a história de coletivos com um papel crucial em regiões do interior e litoral do Estado de São Paulo.

Confira abaixo a programação oficial do evento:

22/08 (segunda-feira) | Mesa de Abertura e Mesa 1 – O litoral paulista e o teatro da maresia
https://youtu.be/OWGBn00WnEg
Abertura com Alexandre Mate, Ivam Cabral e Carlos Gomes

Mesa: Aline Prado, Luciano Draetta, Caio Martinez, Junior Brassalotti e Roberto Rosa.

A mesa vai investigar as manifestações cênicas de artistas e coletivos caiçaras que apresentam seus trabalhos em espaços públicos como centros culturais, praças e praias do Estado de São Paulo.

23/08 (terça-feira) | Mesa 2 – A Ressignificação de Traços Regionais do Teatro e seus modos de produção contemporâneos
https://youtu.be/_oXYQ-bx4J0 
Fabiano Muniz, Miriam Vieira, Flávio Melo, Antônio Chapéu, André Ravasco

O objetivo da sessão é analisar e difundir festas e rituais populares que propõem formatos híbridos de representação e como os modos de produção contemporâneos teatrais se constituem.

24/08 (quarta-feira) | Mesa 3 – O interior paulista e sua vocação para as vanguardas
https://youtu.be/J1lJrlJEJnQ 

Ricardo Bagge, Talita Neves, Weber Fonseca, Laís Justus Ferez, Barbara Teodosio

A região é berço de inúmeros artistas decisivos no panorama nacional, a exemplo de José Celso Martinez Corrêa (Araraquara) e Hilda Hilst (Jaú), Timothenco Wehbi (Presidente Prudente). Posteriormente, a instalação de diversas universidades nesses territórios fortaleceu interdisciplinaridades e encontros potentes que derivaram em arte.

Mesa do dia 26 conta com a presença do Dez Pras Sete

25/08 (quinta-feira) | Mesa 4 – Os festivais de teatro e os intercâmbios de experiências
https://www.youtube.com/watch?v=3bdTWLYqt6U 

Tiago Munhoz, Claudio Mendel, Jorge Vermelho, Alexandre Melinsky, Raquel Rollo.
Eventos de todos os portes como o Festival Santista de Teatro (FESTA) Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (FIT), o Festival Nacional de Teatro do Vale do Paraíba (Festivale) e o Festival Nacional de Teatro de Piracicaba (Fentepira) acontecem há décadas e movimentam a troca de saberes e experiências artísticas no interior do Estado, sendo a pauta para essa mesa de discussão.

26/08 (sexta-feira) | Mesa 5 – Redes, rizomas e afinidades estéticas

https://youtu.be/H68Xvt9gppU

Tiche Vianna, Rafael Bougleux, Fernando Ávila, Marcio Aquiles, Daniele Santana, Stefany Cristiny.

A mesa discute como as conexões militantes e articulações pedagógicas de artistas independentes e coletivos em rede permitem a circulação de trabalhos e a expansão de oportunidades profissionais por meio de redes afetivas, tecnológicas ou políticas.

27/08 (sábado) | Mesa 6 – Fomento ao teatro em regiões metropolitanas
https://youtu.be/YLGPtQ4NpzI

Míriam Fontana, Thiago Leite, Eduardo Okamoto, Paula Bittencourt e Zeca Sampaio.
O Estado também possui, fora da Grande São Paulo, inúmeras cidades de grande porte populacional, caso de Campinas, Ribeirão Preto e Sorocaba, por exemplo. A mesa irá discutir formas de potencializar as iniciativas culturais e o fomento público para o desenvolvimento artístico e econômico desses territórios.

 

Deixe um comentário